diamundialdeprevencaoaosuicidio

Suicídio: Aprenda como prevenir esse mal; Psicóloga nos conta como!

Em Responsabilidade Social por RedaçãoDeixe um comentário

O dia mundial de prevenção ao suicídio foi idealizado para ontem, 10 de setembro, entretanto, todo dia é dia de ficar de olho nas consequências que esse mal pode acarretar. Atento aos transtornos que essa prática pode ocasionar em pessoas, famílias e sociedade, Collecione bateu um papo com a psicóloga do CAPS III (Centro de Atenção Psicossocial) de Caicó, Deise Costa que ainda conta com formação em Terapia Cognitivo-comportamental e pós-graduação em Avaliação Psicológica.

Collecione: O dia 10 de setembro foi escolhido para simbolizar a luta da prevenção ao suicídio. Sob o olhar da Psicologia, como as pessoas devem combater este mal? Ele tem ligação com a depressão ou outras doenças?

Deise: “A data foi escolhida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para conscientizar a população sobre a realidade do suicídio, o qual já é considerado um problema de saúde pública. Quase que invariavelmente, todo suicida está passando por algum transtorno psíquico – na maioria dos casos, a depressão – o que causa uma grave alteração na percepção da realidade, gerando crenças de desamor e incapacidade naquele indivíduo”.

Collecione: “Não é um ato de covardia ou de coragem, e sim, de extrema dor psíquica”. Esta frase descreve segundo a Psicologia basicamente o retrato desta prática? Porque?
Deise: “Muitas pessoas (desinformadas) costumam a rotular os suicidas (pessoas que chegaram a cometer o ato ou que planejam cometê-lo) de covardes, corajosos e muitas vezes até de exibidos (referindo-se aqueles que tentam chamar atenção). No entanto, essas pessoas não imaginam a extrema dor psíquica de um suicida pode estar sentindo. Muitos deles têm uma família estruturada, boa situação financeira, mas mesmo assim acabam acometidos por algum transtorno que levam a ideação suicida. Costumo dizer que em alguns casos que o suicida quando tenta se matar, não quer se livrar da vida, mas sim das suas dores”.

Collecione: Quais questões podem desencadear o suicídio? Como preveni-lo?
Deise: “Um transtorno psiquiátrico não é uma condição para que ocorra o suicídio, mas como já foi dito, na maioria dos casos existe algum transtorno associado. Quanto a prevenção é importante estar atento aos sinais: pessoas que apresentam mudanças de comportamento e expressam sentimentos como retraimento social, irritabilidade, pessimismo, apatia, desesperança, sentimentos de culpa, solidão e impotência. Além disso, boa parte dos suicidas costumam verbalizar o seu desejo de morrer ou tirar a própria vida”.

Collecione: O Centro de Atenção Psicossocial III (CAPS) de Caicó fará algum evento em alusão a esta data?
Deise: “O CAPS III abordará o tema de maneira especial durante II Fórum Municipal de Saúde Mental, que ocorrerá no dia 14 de Outubro, durante as comemorações alusivas ao Dia Mundial da Saúde Mental. Contudo, neste 12 de setembro, amanhã, na Ilha de Sant’Ana, a Comissão Regional Espírita do Seridó estará promovendo uma ação de prevenção ao suicídio com palestras e apresentações teatrais. Acredito que, independente de crença religiosa, é sempre bom saber um pouco mais sobre um assunto tão sério e que vem atingindo mais pessoas a cada dia”.

Collecione: O município de Caicó possibilita o suporte necessário para as pessoas propensas a cometer o suicídio?
Deise: “O município de Caicó dispõe de um ambulatório de Psiquiatria, um ambulatório de Psicologia e o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS III), em pacientes que já fazem acompanhamento nesses serviços de saúde, geralmente os sinais são logo percebidos e ficamos mais atentos aos cuidados com esses pacientes (essa atenção inclui instruir a família para redobrar a atenção com este paciente). No caso das tentativas em que o paciente ficou clinicamente prejudicado, ele é acolhido no Hospital Regional, onde receberá os cuidados clínicos necessários, uma vez que esteja com seu quadro físico estável será encaminhado ao CAPS III, onde receberá apoio psiquiátrico e psicológico”.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone
RedaçãoSuicídio: Aprenda como prevenir esse mal; Psicóloga nos conta como!