cristianomanoel_voluntariado_capa

Lições de um voluntário: Conheça a história de Cristiano Manoel

Em Histórias por RedaçãoDeixe um comentário

O dia nacional do voluntariado foi comemorado no mês de agosto, mas este é o tipo de prática que deve ir além de qualquer data meramente alusiva. Por essa razão e para incentivar outras tantas, nós da Collecione entrevistamos o paraibano Cristiano Manoel, radicado em Caicó há quase dez anos e que acumula em simultâneo ao seu trabalho desenvolvido na agência Referência como administrador e mídias sociais, ações solidárias em três entidades da cidade: RisoTerapia, Sala de Reboco e Classe Hospitalar Sulivan Medeiros.

Collecione: Há quanto tempo você se dedica a trabalhos voluntários?
Cristiano: “Não tenho como ser preciso em uma data específica. Lembro que, na época do meu ensino básico, visitava abrigos de idosos em João Pessoa. As idas eram sempre com colegas de sala, mas foi em Caicó que eu me dediquei a algo tão intenso, como o projeto RisoTerapia”.

Collecione: Como você ingressou no RisoTerapia? Como podemos definir este projeto?
Cristiano: “O Risoterapia surgiu da vontade de trazer para Caicó algo semelhante ao projeto da ONG, Doutores da Alegria que funciona em São Paulo, Belo Horizonte e Recife. Tive a ideia juntamente a um amigo Oidbila e com a ajuda de mais alguns outros criamos o projeto em fevereiro de 2011. O RisoTerapia é meu xodó! É a atividade que me completa e me deixa mais feliz. Vestir-me de Doutor Palhaço com meus amigos e levar alegria a pessoas que estão passando por momentos difíceis, pra mim é mágico! Quando estou com meu jaleco colorido e meu nariz vermelho é como se eu não tivesse problemas. É uma sensação por vezes, inexplicável. Foi e é através dessas experiências que comecei a ver o mundo de outra forma”.

cristianomanoel_voluntariado_02

Collecione: Quais são as atividades que você desempenha no grupo e como elas são desempenhadas (lugares e épocas)? Quantos integrantes fazem parte do projeto?
Cristiano: “Nossas atividades, na prática, se resumem a visitas às unidades hospitalares de Caicó. Visitamos aos sábados, os dois hospitais da cidade. Pela manhã estamos no Hospital do Seridó e a tarde no SESP. Ano passado iniciamos visitas no Abrigo Professor Pedro Gurgel, mas por falta de voluntários demos uma parada. Esperamos, inclusive, voltar lá em breve (risos). Algumas vezes, quando somos convidados também visitamos abrigos de cidades vizinhas, como já foi o caso de idas a Acari, Parelhas e Currais Novos. Atualmente contamos com 16 voluntários, porém, em breve, esse irá aumentar”.

Collecione: Quais são os objetivos do grupo para o futuro? Quem quiser ingressar, como faz?
Cristiano: “São muitos (risos). Queremos ter o nosso local, nossa unidade móvel, queremos ter condições para visitarmos a Casa da Caridade, a fazenda Belo Amor e futuramente a Fazenda Esperança. Queremos realizar o projeto não só em Caicó, mas em todo o Seridó e futuramente, quem sabe, não estejamos com o RisoTerapia em Natal ou Mossoró? Não custa nada sonhar, né?! Queremos dar passos maiorese e acreditamos que podemos sim conseguir isso. Aos que desejarem ingressar no RisoTerapia, precisa ficar atento aos nossos perfis nas redes sociais. Anualmente fazemos a seleção de novos integrantes. Agora em setembro, estamos finalizando uma seleção com 10 pessoas. Hoje somos 16, mas se conseguirmos chegar a 26 integrantes será fantástico!”.

cristianomanoel_voluntariado_01

Collecione: E quanto aos demais projetos que você auxilia. Qual a sua relação com eles?
Cristiano: “Sempre que posso ajudo outros dois projetos que acho importantíssimos para Caicó e região: Classe Hospitalar Sulivan Medeiros e a Sala de Reboco. A Classe Hospitalar, eu ajudo nas campanhas para aquisição de materiais e nas festas em datas especiais. Já, a Sala de Reboco sempre que posso faço minha contribuição em alguma campanha do grupo ou alguma atividade que a Sala esteja precisando. Queria poder fazer mais, entretanto, infelizmente o tempo às vezes não permite”.

RisoTerapia nas redes sociais: FacebookInstagram.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone
RedaçãoLições de um voluntário: Conheça a história de Cristiano Manoel