parquegeologicodoserido_02_carnaubadosdantas

Criação do Geoparque do Seridó é aposta para interiorização do turismo no RN

Em Rio Grande do Norte por RedaçãoDeixe um comentário

Durante a semana passada, voltou a ser discutido em Caicó, mais precisamente na Câmara de Vereadores, a criação do Geoparque do Seridó. Autoridades, entidades, empresas e município ampliaram as análises em torno deste que promete ser o segundo geoparque do Brasil e terceiro da América Latina, com o objetivo de fomentar o turismo no interior, ao mesmo tempo em que visa valorizar as riquezas geológicas e arqueológicas existentes no Estado.

Collecione conversou com Temilson Costa, turismólogo e coordenador do Senac RN para saber quais novidades aconteceram na ocasião e o bate-papo, vocês conferem a seguir.

Collecione: Para muitos que não sabem ou não se deram conta, vamos esclarecer: O que é o Geoparque do Seridó?
Temilson: “Trata-se de uma proposta nascida em 2010 pelos professor Dr. Marcos Antonio Leite Nascimento (UFRN) e Rogério Valença Ferreira (Serviço Geológico do Brasil ou CPRM) que realizaram um estudo técnico e diagnosticaram as potencialidades geoturísticas da região. O conceito “geoparque” já está espalhado em 32 países e desencadeia um interesse crescente em muitos outros, isso porque influencia o desenvolvimento sustentável, funcionando como um parque delimitado pela riqueza geológica, envolvendo as comunidades e as atividades inerentes aquelas regiões, particularmente de caráter turístico e cultural”.

parquegeologicodoserido_01

Collecione: Qual a área precisa que compreende o projeto?
Temilson: “No Projeto Geoparque Seridó foram cadastrados 25 geossítios com base em mapas geológicos e geomorfológicos localizados nos municípios de Cerro Corá, Lagoa Nova, Currais Novos, São Vicente, Florânia, Cruzeta, Acari, Carnaúba dos Dantas, Jardim do Seridó e Parelhas, na região Seridó, do estado do Rio Grande do Norte”.

parquegeologicodoserido_04_cerrocora

Collecione: Qual a importância que tal projeto e o que ele desencadeará para nossa região?
Temilson: “Tendo em vista o caráter excepcional do patrimônio geológico do Seridó potiguar, associado aos aspectos biológicos, turísticos, culturais e históricos, nossa região apresenta grande potencial. O Seridó apresenta um patrimônio geológico de beleza singular, decorrente dos inúmeros processos naturais a que esta região foi submetida ao longo da história da Terra, cujo registro pode ser observado nas diversas formas do relevo, tais como as serras e picos ou até mesmo as exposições rochosas menores constituídas por granitos, gnaisses, mármores, quartzitos e arenitos. Segundo o governador Robinson Faria, ‘a criação do geoparque do Seridó será um passo importante para a interiorização do turismo para render a devida valorização às riquezas do RN. O governo está seguindo todas as orientações técnicas para viabilizar este parque, com ele um novo momento no que se refere ao desenvolvimento sustentável dos municípios incluídos'”.

parquegeologicodoserido_03

Collecione: O que foi apontado na audiência realizada na Câmara de Vereadores de Caicó? Alguma novidade a respeito?
Temilson: Debatemos o ‘Turismo, Educação e Cultura: oportunidades para o desenvolvimento da cidade de Caicó’, e observamos que mesmo sem uma participação popular, as pessoas disponibilizaram um pouco de seu tempo para discutir o tema e entender a importância da atividade turística para Caicó. A cidade já deveria ter o turismo de forma solidificada, não dependendo apenas das suas festas tradicionais como Carnaval e Festa de Sant’Ana. Verificamos que possuímos potencialidades turísticas para desenvolver vários tipos de turismo, desde o pedagógico, passando pelo de aventura, cultural, eventos, gastronômico, negócios e etc. Existe a possibilidade de incrementar um calendário de eventos que cabe com a sazonalidade e tenhamos essas atividades implementadas durante os vários meses do ano. Apesar de Caicó não estar contemplada no projeto, possui características e potencialidades para em um futuro próximo, também possuir um Geoparque Municipal, como foi citado na ocasião exemplos exitosos em Portugal, Espanha e França”.

Collecione: Qual o panorama que vocês analisaram em relação às atividades turísticas desenvolvidas em Caicó?
Temilson: “Caicó possui empresas privadas e capital humano que possuem visão estratégica para desenvolver essa atividade, como exemplo, o profissional José da Paz, o Paizito, que atua como guia de turismo na cidade desde 2006. Bem como, a empresa Referência Comunicação que realiza há três anos o Congresso de Empreendedorismo do Seridó. No entanto, estas ações são pontuais e o que Caicó realmente necessita é de um trabalho em conjunto entre Governo Municipal, iniciativa privada e profissionais com formações na área, pois na Faculdade Católica Santa Teresinha, existem diversos turismólogos formados que buscaram outras áreas por não ter o devido reconhecimento”.

Imagens: CPRM (Documento da Proposta Geoparque Seridó)

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone
RedaçãoCriação do Geoparque do Seridó é aposta para interiorização do turismo no RN